QUEIXA_TE

espetáculos de embalar a estrear

Edvardo Madrugada

M/3 . 50 mns . 2018

INSTAGRAM #edvardomadrugada_puppetproject
INSTAGRAM #edvardo_marionetas_mandragora
http://madrugada.migveltepes.com/
"Tinha eu quinze anos quando me vieram perguntar se queria ir até Vila do Conde, construir uns bonecos, experimentar técnicas, experimentar materiais e isto tudo gratuitamente! O ano de 2017 marcou os vinte anos desde a primeira aventura no mundo do teatro de marionetas, ainda que todo esse imaginário tenha começado bastantes anos antes com a televisão, em particular com as séries “The Muppet Show”, “The Storyteller”, a versão portuguesa da “Rua Sésamo”, e mesmo com os projetos nacionais como “A Árvore dos Patafúrdios”, “Os Amigos de Gaspar” e “No Tempo dos Afonsinhos”.
Apesar de ter optado pela formação em artes plásticas, as colaborações na área do teatro de marionetas nunca deixaram de surgir muito graças aos convites da companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora, cuja ligação tinha sido iniciada com os seus elementos desde muito cedo aquando do projeto intitulado “Cantares a S. João” em 1997, muito antes de a companhia surgir, algo que só vem a acontecer em 2002. Os últimos anos têm sido fortemente marcados com incursões consecutivas neste mundo das marionetas, seja pelo apoio à construção, criação e cocriação de marionetas e cenografias, ou pela participação no concurso “Marionetas e outras Formas de Animar – Mar-Marionetas Festival Internacional de Marionetas de Espinho”, no qual fui premiado por diversas vezes. Como tal, e após ter iniciado a conceção de duas marionetas, personagens de uma história vaga no papel, conclui que seria perfeita a comemoração destas duas últimas décadas com a criação do meu próprio espetáculo de teatro de marionetas com o Edvardo Madrugada como protagonista.
Num primeiro passo, fiz-me pensar em personagens, cenografias, uma ou outra ideia de narrativa e uma ou outra ideia para transmitir ao público. Mas logo, o que seria mais natural, era ter o apoio e participação de quem me fez reforçar a ideia de poder explorar esta área. A proposta foi apresentada e rapidamente as ideias começaram a desenvolver… Eu passaria a cocriar um espetáculo com “os” Teatro e Marionetas de Mandrágora."
- Migvel Tepes

sinopse

O Edvardo, menino delgado e esguio, de cabelo cor do fogo, estudava e brincava, … mas o que realmente adorava mesmo de fazer era imaginar, imaginar e criar! Agarrava qualquer pedaço de papel e riscava. Riscava formas, riscava cores, e tudo para tomar nota de todo os seres e sítios que por ele imaginados.
É aí, no conforto e segurança da fortaleza que é o seu quarto que tudo ganha vida e o faz sentir feliz.
Sozinho no quarto, Edvardo e os seus desenhos!

Material Promocional

FOTOS 54.39 Mb
LOGÓTIPOS 12.3 Mb

resumo histórico